Seleção de ficheiros
(x )
x
Fechar
x
Fechar
Carrinho X
O seu carrinho está vazio.
Total

Portes de envio serão calculados no próximo passo.

Login Ir para carrinho
Carlos Filipe 0

Carlos Filipe

Fotógrafo

Comecei a fotografar em 2009 por mera curiosidade…objetos simples…situações banais. Fui, eu próprio, o meu primeiro modelo numa série de autorretratos, porque, além de não possuir candidatos, o que queria expor não poderia ser feito por mais ninguém visto tratarem-se de situações minhas. Medos, desilusões e desejos que eram só meus.

Aos poucos comecei a retratar os outros…centrando-me nos olhares, no que lhes ia na alma… e comecei a juntar um conjunto de imagens que retratavam alguém e que ao mesmo tempo retratavam situações comuns a muitas pessoas que as visualizavam nas exposições que fiz.

O meu percurso sempre se baseou na experimentação.

Experimentar novas técnicas de retratar e expor coisas não visíveis a olho nu. Ao longo dos anos consegui gravar em imagens a menina cujos pais se divorciaram e a fizeram sentir-se nua, a rapariga bonita que o namorado fazia sentir-se princesa, mas que a maltratava quando estavam sozinhos no castelo, o homem que via a sua vida esvair-se em cada cigarro que fumava… foi assim que fui imortalizando fantasmas e medos particulares e, ao mesmo tempo, comuns a muitas pessoas. Nunca consegui traçar um estilo, uma tendência… saltitei das cores ao preto e branco, dos olhos felizes aos corpos martirizados, das felicidades esporádicas aos desesperos sem fim aparente.

Ao longo dos anos fui juntando numa caixinha pessoas, momentos, medos, agonias, alegrias e curiosidades.

Decidi parar alguns anos e viajar pelo mundo. Conheci novas pessoas, vivi novas experiências, desiludi-me, apaixonei-me, sofri e fui recarregando baterias para novos retratos.

Terminei o meu hiato quando achei que já tinha mais material para construir. Recomecei do zero… congelando imagens felizes, imortalizando momentos simples como nascimentos, passeios com o meu cão e aos poucos voltei a abrir a caixa para recomeçar o meu percurso de renascimento. Comecei por coisas simples: olhares simples, inocentes… poses meramente ilustrativas e aos poucos fui deixando fluir o que adormecera dentro de mim ao longo destes anos: os monstros que todos temos guardados dentro e que por vezes acordam; o desejo que sentimos de colocar máscaras de gás que nos isolem do resto do mundo; os plásticos que nos protegem do que não queremos que nos toque…

Encontrei o meu mercado quando comecei a fotografar animais para angariar dinheiro para Associações de Defesa animal e foi ai que me decidi especializar nesta vertente. Abri o meu estúdio em 2019 e nesse mesmo ano lancei o meu livro de fotografia “Amigos (Im)Perfeitos” que relança a discussão sobre a temática da perfeição e da imperfeição. O livro deu lugar também a uma exposição que percorreu algumas localidades e mostrou ao público a beleza da fotografia de animais imperfeitos.

Atualmente recebo animais de rua que fotografo para estimular à sua adopção enquanto ofereço a quem me procura a possibilidade de ter recordações dos seus melhores amigos uma vez que também fazem parte da familia.

Portfólio

Carlos Filipe

fotoportfolio1
fotoportfolio2
fotoportfolio3
fotoportfolio4
fotoportfolio5
fotoportfolio6
fotoportfolio7
fotoportfolio8
fotoportfolio9
fotoportfolio10
fotoportfolio11
fotoportfolio12
fotoportfolio13
fotoportfolio14
fotoportfolio15
fotoportfolio16
fotoportfolio17
fotoportfolio18
fotoportfolio19
fotoportfolio20
fotoportfolio21